Buscar
  • Hélio Couto

Mitologia Criativa - Arquétipos



As possibilidades de criação de mitologias são absolutamente infinitas. O Todo emanou os Arquétipos. Os seres emanados como Centelhas Divinas que são, também tem o poder de criar mitologias e Arquétipos. É um mundo fascinante em todos os sentidos e infinito de possibilidades.


Pode parecer que mitologia é uma coisa antiga e acabada. Que não há mais novidade nisso. Muito pelo contrário! É um campo aberto para a imaginação de todos os seres que podem vivenciar Arquétipos como também criar novos.


 Isso é feito principalmente na literatura, teatro e cinema. Existem séries com mitologias muito elaboradas e sofisticadas. Vejamos algumas: todas as séries Star Trek, Arquivo X, O Senhor dos Anéis, Stargate, Supernatural, etc. As situações e personagens criados tornam-se arquétipos por si mesmos. A criação do Holodeck na série Star Trek foi extremamente importante para a vivência de novos arquétipos. E levantou muitas questões importantes em termos filosóficos, metafísicos, etc. Por exemplo: o cantor Vic Fontaine em DS9. Um holograma (fótons e campos de força) que pode por si mesmo chamar o programa, desligar o programa e atuar fora do programa. Que pensa por si mesmo e toma novas atitudes não programadas. Nas outras séries também existem seres holográficos que saem dos programas. Além do Data, uma nova forma de vida única no universo. Novas espécies de extraterrestres: Romulanos, Cardassianos, Ferengis, Borgs, Trils, etc. Cada um com sua estória e filosofia de vida. Inúmeros Arquétipos estão vivenciados nas centenas de episódios.


 Isto é um exemplo do que a criatividade dos seres emanados é capaz de fazer. Novos seres passam a existir saídos da imaginação criativa das Centelhas Divinas. Isso é exponenciação da capacidade criadora do Todo. Ele permite que os seres também criem.


 Todos podem criar mitologias que acrescentarão novos potenciais de realização em todo o universo. Toda criação é real. Tudo que se pensa que é real é real. E toda mitologia influencia todo o universo. A capacidade de fazer o bem usando a mitologia é infinita. Nós escolhemos que Arquétipos queremos vivenciar e criar. Jung entendeu que tinha achado a chave que abre todas as portas quando estudou a mitologia. Nela podemos encontrar variedades infinitas de ação da Psique.


Um universo fascinante que está à disposição de todos para ser explorado.


 Hélio Couto


#heliocouto #mitologia #arquertipos #universo #centelhadivina #Jung #possibilidades #amor #iluminacao

1,218 visualizações6 comentários