Conversa de bar

Tudo que se fala numa conversa tem um significado simbólico. Usamos arquétipos e metáforas o tempo todo. Os arquétipos promovem a fabricação dos neurotransmissores e hormônios, que regem nosso comportamento e sentimento. As metáforas dão o contexto no qual os arquétipos são colocados. Em tudo que é falado ou percebido existe uma neuroassociação com quem está falando. Isto é, a pessoa com quem falamos está criando mentalmente e emocionalmente uma ligação entre o conteúdo da nossa conversa, arquétipos e metáforas, e nós que estamos falando. Quando se usa arquétipos fortes e poderosos somos associados com o significado destes arquétipos. Quando se usa fracos a mesma coisa. Portanto, é da maior importância saber o que se conversa. Desta conversa é que gradualmente surgirá o sentimento de amor. Isso leva tempo, porque precisa de tempo para uma reação bioquímica acontecer no corpo do outro. A quantidade exata de neurotransmissores e hormônios está sendo criada e associada conosco. Antecipar este tempo impede que isso aconteça. Que o sentimento seja criado. Daí só resta o “ficar”, que não cria nada. Hélio Couto #alegria #prosperidade #alegriasobrehumana #heliocouto #equipehéliocouto #fisicaquantica #mecanicaquantica #cocriadores #cocriadormilionario #ressonanciaharmonica #caminhodaspalestras